Exit

27 de julho de 2017

Helena Arruda bate papo com público da Fliminas sobre o livro “Mulheres Na Ficção Brasileira – aproximações e distanciamento”

Apresentando um estudo sobre a representação da figura feminina em quatro romances brasileiros, a autora Helena Arruda lança na Fliminas – Edição Carlos Drummond de Andrade o livro “Mulheres Na Ficção Brasileira – aproximações e distanciamento”, no dia 19 de agosto, às 13 horas no Centro Cultural Prof ª. Maria Pinto e tem um segundo encontro com público às 18h no Espaço do Autor.

No livro, Arruda busca uma análise das personagens femininas das obras Lucíola, de José de Alencar; Dom Casmurro, de Machado de Assis; Ópera dos Mortos, de Autran Dourado e Amores Exilados, de Godofredo de Oliveira Neto, tendo por objetivo analisar o impacto causado pelo universo representativo dessas personagens: Lucíola, Capitu, Rosalina e Muriel – respectivamente – e o seu papel na construção do romance brasileiro.

Sobre a autora

Helena Arruda nasceu em Petrópolis, RJ. É mestre em Letras Vernáculas / Literatura Brasileira pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e doutoranda em Letras Vernáculas pela mesma Universidade, onde desenvolve pesquisas na área da ficção brasileira contemporânea. É também pesquisadora na Universidad Nacional de Rosario (UNR), em Santa Fé, Argentina, com projeto voltado para a inserção da literatura na formação do leitor.

thumbnail_foto HELENA ARRUDA

Helena Arruda

Participou de várias coletâneas, escrevendo poemas, contos e ensaios. Entre elas, destacam-se: Elas escrevem (Andross, 2011); Moedas para o barqueiro (Andross, 2011); Por detrás da cortina (Beco dos Poetas, 2012); Amor sem fim (Beco dos Poetas, 2012); A literatura das mulheres da floresta (Scortecci, 2013); Hoje é dia de hoje em dia – literatura brasileira do século XXI (Multifoco, 2013); Rio dos bons sinais (CEMD Edições – Círculo Moçambicano na Diáspora, Portugal, 2014).

É também autora do livro de poemas Interditos (Batel, 2014) e professora de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira.

Close
Go top