Exit

16 de agosto de 2018

Circuito Turístico Caminhos Verdes de Minas apresenta Projeto Turístico “Descaminhos do Ouro”

No período colonial (até o início do século XVIII) nossa região era conhecida como “Sertões do Leste” por ser “áreas proibidas”, pela Coroa Portuguesa. No entanto configurou-se como uma rota de trânsito alternativa à Estrada Real, servindo ao descaminho do ouro. O tema, será tratado em mesa de debates na FliMinas. Com mediação de Vinicius Leal Faria e as presença do Prof. Dr. Allain Wilham Silva de Oliveira e da diretoria e convidados do Circuito Turístico Caminhos Verdes de Minas, a apresentação do Projeto Turístico “Descaminhos do Ouro” e mesa de debates estão marcados para o dia 6 de setembro, quinta-feira, às 11h30.

As trilhas e picadas dos “Sertões do Leste” foram utilizadas pelos contrabandistas, a exemplo do lendário “Mão-de-Luva”. No combate desses descaminhos atuou o Alferes Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes.  Essa rota veio a se tornar um caminho oficial pelo governador da Capitania de Minas Gerais, Luís da Cunha Menezes. Tais trilhas, picadas e estradas que foram utilizadas para o contrabando de riquezas minerais, também serviriam ao escoamento da produção cafeeira, que se instalou fortemente na dita região, até a implantação das linhas ferroviárias no final do mesmo século. O projeto objetiva a roteirização destes antigos caminhos que percorrem a área de abrangência do Circuito Turístico Caminhos Verdes de Minas com aproveitamento e valorização do seu patrimônio cultural pela atividade turística.

Close
Go top