Exit

2 de agosto de 2018

Banda Abracadabra resgata magia da música infantil na FliMinas

Confirmada como uma das atrações da FliMinas – Edição Fernando Sabino, na quinta-feira, dia 6, às 15h, a Abracadabra é a banda juiz-forana criada com o intuito de resgatar a magia da música infantil. Nove crianças e adolescentes (dos 8 aos 19 anos) compõem o grupo com toda a alegria e energia necessárias para encantar o público infantil e, por que não, os adultos…

A banda é mais um grupo artístico da Associação Cultural Estação Palco, com direção artística de Nilza James e direção musical de Tâmara Lessa. “Acredito que criança se identifica com criança. Então, nada melhor que ter no palco crianças e adolescentes que ainda mantêm viva a alegria da infância”, afirma Nilza James, destacando: “Reunimos um grupo de muito talento. São talentos individuais que, juntos, cresceram ainda mais.” A diretora artística complementa: “Músicas autorais e de renomados compositores, vozes lindas e afinadas, mãos talentosas que dominam os instrumentos e deles tiram sons mágicos, profissionais comprometidos com a qualidade do trabalho realizado, uma energia contagiante do grupo que faz o que gosta e acredita nisso. Esses são os ingredientes necessários para fazer da Abracadabra uma banda que veio para ficar!”

ABRACADABRA logotipo cmyk

Repertório

“Abracadabra”, a música que dá nome à banda, foi especialmente composta pelos integrantes do Lúdica Música (que também irá se apresentar na FliMinas, no feriado de 7 de setembro): Gutti Mendes, Isabella Ladeira e Rosana Britto. Gutti Mendes ainda assina mais cinco canções (“Mundo maior”, “Não pareço com ninguém”, “Desastrado”, além de “Peraltices de Bingo” e “O gato” – as duas últimas compostas para o espetáculo teatral É proibido miar, encenado pela Cia. de Atores Estação Palco em 2015).

Completam o repertório sucessos do Trem da Alegria (“Uni, duni, tê”, “Lambada da alegria”, “É de chocolate”, “Carrossel de Esperança”, “Pra ver se cola”), da Turma do Balão Mágico (“Superfantástico”, “É tão lindo”, “Bombom”, “Se enamora”, “Lindo Balão Azul”, “Não dá para parar a música”) e de Raul Seixas (“Carimbador maluco”).

Close
Go top